SOBRE A SELPER


FINALIDADES

a) Promover e estimular o desenvolvimento, estudo e pesquisa no campo de sensoriamento remoto, geotecnologias (sistemas de informações geográficas, banco de dados geográficos, análise espacial de dados geográficos, sistemas de posicionamento global etc.), cartografia, geodésia, fotogrametria e áreas afins, no sentido amplo, abrangendo as fases de aquisição, tratamento, análise e interpretação dos dados, bem como a respectiva divulgação das informações obtidas;

b) Congregar todas as pessoas e entidades que se dedicam ou se interessam pelos problemas, desenvolvimento e aplicações do sensoriamento remoto, geotecnologias, cartografia, geodésia, fotogrametria e áreas afins, visando sempre cooperações mais estreitas entre os diversos setores de atividades e o intercâmbio de informações, dados e conhecimentos mais efetivos;

c) Interagir com outras sociedades técnico-científicas, envolvidas direta ou indiretamente com o campo do sensoriamento remoto, geotecnologias, cartografia, geodésia, fotogrametria e áreas afins, visando aumentar seu desempenho e também promover essas outras sociedades para que exista sempre integração ampla e eficiente.
ATIVIDADES

a) Vincular ativamente os membros da ASSOCIAÇÃO SELPER BRASIL para promover o intercâmbio de experiências e conhecimentos entre estes nas áreas de sensoriamento remoto, geotecnologias, cartografia, geodésia, fotogrametria e áreas afins;

b) Acompanhar o desenvolvimento das atividades locais, nacionais e regionais relativas ao sensoriamento remoto, geotecnologias, cartografia, geodésia, fotogrametria e áreas afins;

c) Incentivar a produção de trabalhos técnico-científicos na sua área de atuação;

d) Estimular o aperfeiçoamento profissional de seus membros mediante capacitação, estudo e intercâmbios, de modo que contribuam positivamente em benefício da sociedade latinoamericana;

e) Realizar cursos e treinamentos nas áreas de sensoriamento remoto, geotecnologias, cartografia, geodésia, fotogrametria e áreas afins;

f) Promover e organizar os programas de formação em nível nacional e internacional mediante a difusão de conhecimento das tecnologias nas suas áreas de atuação;e

g) Promover e organizar seminários, reuniões, congressos, feiras de exposição técnica e outros eventos semelhantes.